Agora tenho vontade de ficar

image

Às vezes me sinto tão vulnerável. Como se um simples sopro de vento pudesse me levantar do chão e me quebrar ao meio. Não sei… Quando era mais nova, gostava de bater no peito e dizer que aqui dentro tudo era feito de gelo. Gostava de dizer para as pessoas que eu não me importava e que, para amolecer meu coração, era preciso muito. Mas muito mesmo. E eu não estava mentindo, realmente nada me impressionava. Sempre que digo isso, me lembro de uma música do Kid Abelha que diz: “Eu tenho pressa, tanta coisa me interessa… Mas nada tanto assim.”

Por um bom tempo esse foi o meu lema. Eu tinha pressa, queria viver plenamente cada pedacinho da vida. As pessoas passavam como imagens vistas pela janela do carro. Turvas, com pressa e sem muita distinção umas das outras. Poucas conseguiam chegar perto o bastante para que eu ficasse mais um pouquinho. Parasse de contar o tempo, de olhar o relógio. Poucas despertaram em mim o sentimento de pertencer a alguém. Ou a algum lugar.

Hoje posso dizer que me sinto à vontade em ficar. Em criar raízes. Em ter a minha casa, o meu lar. Hoje quero não ter tanta pressa assim. Quero me interessar e me manter interessada. Quero ter a liberdade de voltar sempre para o mesmo lugar. Quero voar alto para, no fim do dia, pousar.

Eu sinto. Me importo. Quero amar. Quero ser o melhor que posso ser para alguém. E, se isso é maturidade, seja bem-vinda, você demorou a chegar.

Texto: Isabela Freitas.
Foto: tumblr

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s