“Porque choras, linda menina?” 

Ainda não obtive uma resposta. Choro por nada. Choro por tudo. Choro por tudo ser nada. Choro por esse nada ser um enorme vazio dentro de mim que ninguém consegue curar. Choro ao me ver no espelho e perceber que TUDO ainda não é nada. 


” Mas que garota confusa tu és, porque não busca ajuda?”

Confusa eu? Porque acharia isso? Minha dor é igual a de uma imensidão de pessoas. As lágrimas vêem junto com sorrisos, ora falso ora real. Minha fome é de carinho. Abraços quentes e perguntas sobre como estou hoje. Tenho carência de olhos nos olhos e afirmações de que tudo irá ficar bem.
Sinto que não irá. Nada vai melhorar.
A confusão faz parte do meu ser. Uma criatura louca que grita por socorro em um imenso silêncio combinado com: Ta tudo bem. 
Texto por: Fran Sparks