Padrões da Sociedade 

Fui no clube no domingo passado e uma cena que vi me tocou muito. Eu além de me identificar com a garota, quis poder fazer algo, mas sei que a única pessoa que podia salva-la era ela mesma. A história é a seguinte.

O clube estava vazio quando cheguei, poucas pessoas, no máximo 6. Passada algumas horas chegam várias crianças que eram supervisionadas por quatro adultos. Eram uns 6 garotos e 2 garotas. O meu foco aqui, é em uma dessas meninas. Respira fundo e vamos lá.

Todos se trocaram e foram para a piscina o que é de se esperar, obvio. Mas de longe notei que a garota, que vou apelidar carinhosamente de D, apesar de estar com o biquíni por baixo continuou vestida e sentada longe da piscina. Como mulher eu logo pensei, ela deve estar menstruada, tadinha. (Era uma garota de uns 13/14 anos)

Após algum tempo, notei que os amiguinhos dela aos poucos iam se revezando pra sair da piscina e tentar convence-la a entrar na água. Medo talvez? Mas a piscina não era funda. Continuei observando. Após horas, sim, horas, notei que um dos adultos foi conversar com ela. Não me contive e ouvi a conversa. O problema da garota não era menstruação e nem medo da água.

Ela não queria ficar de biquíni porque se achava gorda.

wp-1487635987840.jpg

Continuar lendo

Anúncios